Eucaristia

______________________________________________________________

 

 

______________________________________________________________

 

“Enquanto comiam, tomou Jesus o pão e, depois de pronunciar a benção, partiu-o e deu-o aos Seus discípulos dizendo: ‘Tomai, comei: Isto é o corpo.’ Tomou, em seguida, um cálice, deu graças e entregou-lho dizendo: ‘Bebei dele todos. Porque este é o Meu sangue, sangue da aliança que vai ser derramado por muitos para remissão dos pecados’”.   (Mateus 26:26-28)

 

Cristo instituiu a Eucaristia para perpetuar o sacrifício da cruz através das gerações até à Sua Segunda Vinda, e para confiar à Igreja Católica o Memorial da Sua Morte e Ressurreição. A Eucaristia é um sacramento de amor, um sinal de unidade, um vínculo de caridade, um banquete divino, uma fonte de Graça infinita, e uma promessa da glória futura no Céu.

Na Missa ou Eucaristia, os Católicos celebram com toda a Igreja a Última Ceia, a Paixão, a Morte e a Ressureição de Cristo e recebem-No na Comunhão nas espécies do pão e do vinho. Quando recebemos Cristo na Comunhão somos alimentados espiritualmente e aproximamo-nos de Deus e da Sua Igreja. O pão e o vinho convertem-se em Cristo pela  invocação do Espírito Santo consoante o artigo O Espírito Santo e a Eucaristia. A Igreja Católica, fiel ao mandato do Redentor, revive a Última Ceia em Sua memória até à Sua vinda gloriosa.

A Eucaristia é o sacramento supremo da Igreja, e a suprema expressão de amor de Deus para o Seu povo. Cristo coloca-Se ao nosso dispor, e pede-nos para nos rendermos a Ele para a nossa consagração.   Quando comungamos, o Redentor dá-nos a Vida Eterna e transforma-nos n’ Ele. O Seu desejo por amor mútuo e entrega constitui a essência da Eucaristia, porque ao colocar-Se à nossa disposição, Jesus permite a nossa participação na Sua Vida Divina.

Nosso Senhor tem-nos mostrado que está realmente na Eucaristia. Muitos Milagres Eucarísticos ocorreram em períodos de crise da Fé Eucaristica. A maioria dos milagres envolve incidências nas quais “a Hóstia transforma-se em carne e sangue humanos”.  Os Católicos acreditam que a Hóstia Consagrada é o Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Nosso Senhor nas espécies do pão e do vinho. Cristo manifesta a Sua Presença de um modo mais tangível através destes milagres.

Um Milagre Eucarístico recente ocorreu em Buenos Aires, Argentina, em 1996, sob a direção do Cardeal Bergoglio, o atual Papa Francisco:

 

“Às 19 horas de 18 de agosto de 1996, o Padre Alejandro Pezet celebrava a Santa Missa numa igreja no centro comercial de Buenos Aires. Como estava já terminando a distribuição da Sagrada Comunhão, uma mulher veio até ele e informou que tinha encontrado uma hóstia abandonada num candelabro na parte de trás da igreja. Chegando ao lugar indicado, o Padre Alejandro Pezet viu a hóstia profanada. Como ele não pudesse consumi-la, colocou-a numa tigela com água, como manda a norma local, e colocou-a no Santuário da Capela do Santíssimo Sacramento, aguardando que a hóstia se dissolvesse”.

 

Na Segunda-Feira, 26 de Agosto, ao abrir o Tabernáculo, viu com espanto que a Hóstia se havia tornado numa substância sangrenta.  Informou o Cardeal Jorge Bergoglio, que determinou que a Hóstia fosse fotografada profissionalmente. As fotos tiradas a 6 de Setembro de 1996 mostraram que a Hóstia tornou um pedaço de Carne sangrenta. Durante anos, a Hóstia permaneceu no Tabernáculo e o acontecimento foi mantido em absoluto segredo. O Cardeal Bergoblio decidiu analisar a Hóstia cientificamente.

Deus é Amor, e permanece fiel, porque Deus é fiel. Separamo-nos de Deus através do pecado mortal, mas Ele permanece imutável. Quando recebemos a sacramento da Penitência ficamos reconciliados com Deus, e Ele ama-nos tão intensamente como antes de termos pecado.

 

______________________________________________________________

This entry was posted in Português and tagged . Bookmark the permalink.