A Senhora de Todas as Nações

______________________________________________________________

______________________________________________________________

A Virgem Maria apareceu a Ida Peerdeman em Amsterdão, Holanda.  Recebeu 56 aparições desde 25 de Março de 1945 até 31 de Maio de 1959. As primeiras 25 mensagens focaram o comunismo, ateísmo, e secularismo.  Peerdeman nasceu e faleceu na Holanda, em 13 de Agosto de 1905 e 17 de Junho de 1966.

 A Virgem pediu a sua imagem, e Heinrich Repke pintou-a em 1951.

“A Senhora de Todas as Nações está aqui, de pé diante da Cruz do seu Filho; os seus pés estão colocados na névoa do mundo, e o rebanho de Jesus Cristo a rodeia. É como Co-Redentora e Medianeira que vos visito agora. Fui Co-Redentora a partir do momento da Anunciação. Este é o significado: a mãe foi considerada Co-Redentora por vontade do Pai. Diz isto aos teólogos. Diz-lhes também que este dogma será o último da história Mariana”.

Um Quinto Dogma Mariano é a única possibilidade de paz  verdadeira, o triunfo do Coração Imaculado de Maria e uma efusão do Espírito Santo. O dogma reconheceria Maria defensora da humanidade, mediadeira de graças e  co-redentora.  “Co-” significa  “com”, e nunca “igual” a Cristo.

O Bispo Jozef Marianus Punt de Haarlem e Amsterdão declarou as aparições sobrenaturais em 2002, e aprovou uma poderosa oração quotidiana oferecida pela Virgem  ao Espírito Santo para renovar a Terra.

“Senhor Jesus Cristo, Filho do Pai, envia-nos o teu Espírito sobre a terra. Deixa que o Espírito viva nos corações de todas as nações. Que elas possam preservados da degeneração, desastre e da guerra. Que a Senhora de Todas as Nações, a Virgem Maria, seja a nossa advogada.  Amém”.

______________________________________________________________

This entry was posted in Português and tagged . Bookmark the permalink.