Ataque ao Catolicismo Romano

 Worshipers feared for their lives during Easter Mass at St. Pat’s

 

Este ensaio é uma versão editada de um artigo publicado por Khristina Narizhnaya, Daniel Prendergast e Melkorka Licea na edição do New York Post de Domingo de Páscoa, 27 de Março de 2016. Um comentário pessoal segue o artigo editado.

———————————————————————————————————

Os fiéis que participaram na Missa de Páscoa na Catedral de Saint Patrick, New York City, New York, apanharam um granse susto quando um grupo de manifestantes desordeiros interrompeu a cerimónia. “Pensei que eram terroristas suicidas prestes a detonar bombas,” confessou Carol Forester de 50 anos de idade quando participava na missa.

Um grupo de seis manifestantes dos direitos dos animais saltou abruptamente de um banco a meio do missa e gritou segurando cartazes de animais implorando pelas suas vidas. “A Páscoa é um tempo para o amor! Não mais derramamento de sangue animal!”

O manifestante Jacob Martin de 23 anos de idade levantou-se de um assento no centro da igreja e avançou pelo corredor gritando num megafone que “só o diabo” poderia criar “animais capazes de amor e alegria apenas para que seres humanos os condenssem ao sofrimento e à morte.” Martin, que é cristão e frequentou a Universidade da Carolina do Norte, tinha uma câmara no peito, que os fiéis acreditaram ser um explosivo. Polícias e guardas de segurança prontamente correram e levaram Martin para a rua, enquanto os restantes manifestantes seguiram-no com cartazes de porcos, galinhas e vacas com a mensagem “Vás deixar-me viver?” Martin foi preso e acusado de interromper um serviço religioso, segundo informou a polícia.

Entretanto, o celebranteda missa orou pelos manifestantes, e disse que “O Papa Francisco pede-nos para lidar pacificamente com aqueles que nos opõem.”

———————————————————————————————————

Tratou-se de um protesto com intenções disfarçadas. O confronto foi um ataque organizado ao Catolicismo mascarado com a proteção aos animais, e é um sinal típico do Apocalipse. Sinais e Estações … lembre-se que o Anticristo, o filho de Satanás, já está na Terra a inspirar malfeitores! O celebrante também discerniu prontamente o protesto como um ataque ao Catolicismo Romano.

This entry was posted in Português and tagged . Bookmark the permalink.