Frutos do Espírito Santo

______________________________________________________________

 

 

______________________________________________________________

 

Há nove frutos bíblicos do Espírito Santo: amor, alegria, paz, paciência, bondade, generosidade, fidelidade, mansidão e domínio próprio (Gálatas 5: 22-23). O amor, o principal fruto do Espírito, é tão maravilhoso que Paulo descreve o cristão ideal em um capítulo inteiro (1 Coríntios 13) para louvar o amor, que é levado à perfeição através da união com Cristo. Consulte o artigo Dons e Frutos do Espírito Santo.

 

______________________________________________________________

 

Irmãos, vocês foram chamados para a liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à vontade da carne; ao contrário, sirvam uns aos outros mediante o amor. Toda a Lei se resume num só mandamento: “Ame o seu próximo como a si mesmo”. Mas se vocês se mordem e se devoram uns aos outros, cuidado para não se destruírem mutuamente.

Por isso digo: Vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne. Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam. Mas, se vocês são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da Lei.

Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti: Aqueles que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus.

Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade,  mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei. Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito.  Não sejamos presunçosos, provocando uns aos outros e tendo inveja uns dos outros (Gálatas 5:13-26).

 

______________________________________________________________

 

 

______________________________________________________________

 

Ainda que eu fale as línguas dos homens, e até a dos anjos, se eu não tiver amor, serei como um sino que ressoa, ou como um tambor que faz barulho.  Ainda que eu tenha o dom de profetizar  e conheça todas as coisas secretas de Deus e tenha todo o conhecimento, ainda que eu tenha uma fé tão grande que possa deslocar montanhas, se não tiver amor, eu não serei nada. Ainda que eu dê todos os meus bens para alimentar os pobres e ainda que eu ofereça o meu próprio corpo para ser queimado em sacrifício, se eu não tiver amor, nada disso terá significado.

 O amor é paciente e amável. O amor não é ciumento, não exalta a si mesmo, não é orgulhoso.  O amor não é malcriado, não procura seus interesses, não se irrita facilmente, não guarda mágoas.  O amor não se alegra com o mal, mas alegra-se com a verdade.  O amor aceita todas as coisas com paciência, tem sempre confiança e esperança, e se mantém sempre firme.

 O amor jamais acaba. Há dons de profetizar, mas eles desaparecerão. Há dons de falar em várias línguas, mas eles cessarão. Há o conhecimento, mas ele desaparecerá.  Estas coisas acabarão, porque tanto o conhecimento que agora temos como o que recebemos por meio da profecia ainda não estão completos.  Porém, quando vier a perfeição, aquilo que não está completo acabará.  Quando eu era criança, falava como uma criança, pensava como uma criança, raciocinava como uma criança. Quando cheguei a ser homem, deixei de lado as coisas de criança.  Agora nós vemos como se estivéssemos olhando para um espelho escuro. Mas, quando a perfeição vier, então veremos claramente. Agora meu conhecimento é incompleto. Mas, quando aquele tempo vier, conhecerei completamente, assim como sou conhecido por Deus.  Agora, pois, permanecem estas três coisas: a fé, a esperança e o amor. Porém, a maior delas é o amor  (1 Coríntios 13).

 

______________________________________________________________

 

Se eu não tenho amor, não sou nada, Senhor

 

O amor é compreensivo, o amor é útil,

o amor não tem inveja, o amor não busca o mal.

 

O amor nunca se irrita, o amor não é rude,

o amor não é egoísta, o amor nunca se dobra.

 

O amor desculpa tudo, o amor acredita em tudo,

o amor espera tudo, o amor é sempre fiel.

 

A nossa fé, a nossa esperança, diante de Deus terminarão;

o amor é algo eterno, nunca, nunca terminará.

 

______________________________________________________________

This entry was posted in Português and tagged . Bookmark the permalink.