A Tribulação

______________________________________________________________

 

 

E também nos alegramos nos sofrimentos, pois sabemos que os sofrimentos produzem a paciência, a paciência traz a aprovação de Deus, e essa aprovação cria a esperança. (Romanos 5:3-4) 

 

______________________________________________________________

 

A tribulação é um tempo de provação e tentação, e muitas pessoas são derrotadas porque não estão preparadas para confrontar a tribulação. Jesus adverte, “Vigiem e orem para não cair em tentação.” Quer que o teste não nos encontre a dormir, mas vigilantes na oração.

 

Façam tudo isso orando a Deus e pedindo a ajuda dele. Orem sempre, guiados pelo Espírito de Deus. Fiquem alertas. Não desanimem e orem sempre por todo o povo de Deus. (Efésios 6:18)

 

A oração ajuda-nos a “estar atentos” na presença de Deus. O mau momento não nos encontrará desprevenidos, e a depressão e o desânimo não nos derrotarão. Jesus orou muito tempo no Getsêmani antes de sua paixão. O Evangelho afirma que no terror suo sangue no terror. Quando os soldados vieram prendê-lo, encontraram-no tão “controlado”, que apenas a pronunciar o seu nome, os soldados caíram por terra.

A leitura diária da Bíblia desanuvia o horizonte, mantém-nos numa relação viva de fé com o nosso Pai e permite-nos mergulhar no pântano da tribulação. Um homem da Bíblia é alguém que sairá vitorioso como Jesus no deserto.

Preparem-se para enfrentar a grande tribulação.

Clique no link seguinte para recuperar o artigo A Grande Tribulação.

 

______________________________________________________________

 

https://meditationsoncatholicism.blog/2013/09/07/a-grande-tribulacao/

 

______________________________________________________________

 

This entry was posted in Português and tagged . Bookmark the permalink.