Abençoada Mãe Maria

______________________________________________________________

O Espírito Santo pediu-me para escrever sobre a Santíssima Mãe Maria.

______________________________________________________________

A Mãe Abençoada é reconhecida por muitos Católicos como a maior de todos os santos Cristãos e exaltada pela graça divina acima de todos os anjos. Os principais acontecimentos da sua vida são celebrados como festas litúrgicas da Igreja Universal.

A vida e o papel de Maria na história da salvação é profetizado no Antigo Testamento, enquanto os acontecimentos da sua vida estão registados no Novo Testamento. A viver em Nazaré, Maria foi visitada pelo Arcanjo Gabriel, que lhe anunciou que se tornaria a Mãe de Jesus, por ação do Espírito Santo.

Noiva de José, Maria foi visitar a sua prima Isabel, que estava grávida com João Batista. Reconhecida por Isabel como a Mãe de Deus, Maria entoou o Magnificat.

Quando o Imperador Augusto declarou um recenseamento em todo o vasto Império Romano, Maria e José foram para Belém, a sua cidade de linhagem, pois pertencia à Casa de David. Lá Maria deu à luz a Jesus e foi visitada pelos Três Reis Magos.

Maria e José apresentaram Jesus no Templo, onde Simeão regozijou-se e Maria recebeu palavras de tristezas que viveria mais tarde. Avisados para fugir, José e Maria foram para o Egito para escapar à ira do Rei Herodes. Permaneceram no Egito até à morte doo Rei Herodes e depois regressaram a Nazaré.

Nada é conhecido da vida de Maria durante os anos seguintes, exceto uma visita ao Templo de Jerusalém, altura em que Maria e José procuraram o jovem Jesus, que estava no Templo com os doutores da lei.

A Mãe Abençoada foi relevante no primeiro milagre de Jesus realizado num casamento em Caná. Maria esteve presente na Crucificação em Jerusalém, e lá foi entregue aos cuidados do Apóstolo João. Também esteve com os discípulos nos dias anteriores ao Pentecostes.

Nenhuma referência bíblica menciona os últimos anos de Maria na Terra. De acordo com a tradição, foi para Éfeso, onde experimentou a sua “dormida”. A crença de que o corpo de Maria foi assumido ao Céu é uma das tradições mais antigas da Igreja Católica.

______________________________________________________________

No dia 15 de Agosto, os calendários dos Luteranos, Anglicanos e talvez de outros Protestantes apelam à celebração de ‘Santa Maria – Mãe de Nosso Senhor’. Os Católicos Romanos celebram a “Assunção da Virgem Maria” e os Ortodoxos a “Dormição da Santíssima Mãe”.

É trágico para os Protestantes, que acreditam em Cristo, ignorar o papel da Virgem Maria na nossa fé e redenção. Alguns Protestantes dizem que têm a Mãe Abençoada em grande estima. Os seus calendários têm até alguns dias reservados durante o ano para a homenagear, mas isto é muito relativo, já que a Virgem Maria tem pouco a ver com a fé que confessam. Ignorar a Santíssima Virgem é ignorar o seu Filho, algo que nenhum seguidor de Cristo deveria fazer.

Os Protestantes consideram a Mãe Abençoada uma santa do Novo Testamento. Mas não é uma santa regular . . . é a santa dos santos. É a Mãe de Deus, um título que lhe foi dado no Conselho de Éfeso em 431. A Mãe Abençoada é o exemplo que todos os Cristãos devem imitar. O seu “Sim” ao anjo Gabriel é um ato de fé para toda a Igreja seguir.

Os Protestantes criticam Roma por declarar como dogma da Igreja a Imaculada Conceição em 1854 e a Assunção Corporal em 1950. “Estas coisas não estão em lugar nenhum nas Escrituras!” Quem quer saber? É ofensivo sugerir que a Mãe de Deus estava exenta do pecado original num único ato de graça de Cristo a quem ela traria ao mundo?

Ignorar a Virgem Maria é um disparate para qualquer Cristão, porque ela é a Nossa Mãe, recomendada à Igreja por Cristo.

______________________________________________________________

This entry was posted in Português and tagged . Bookmark the permalink.