Cultos Satânicos Modernos

______________________________________________________________

 

 

______________________________________________________________

 

Pesquisei cultos satânicos modernos para ajudar os Cristãos a evitar Satanás e a aproximarem-se de Deus.

O maior movimento do satanismo moderno começou na década de 1960 nos Estados Unidos liderado por Anton Szandor LaVey, que fundou a Igreja de Satanás em São Francisco em 1966, cujas atividades atrairam surpreendentemente a mídia. Nascido a 11 Abril de 1930, em Chicago, LaVey interessou-se pela música, o oculto e investigou casas assombradas na sua infância. Casou-se com a sua primeira esposa, Carole, em 1951, e tiveram uma filha, Karla. LaVey estudou criminologia no City College em San Francisco e trabalhou durante 3 anos como fotógrafo criminal no departamento da polícia de San Francisco. Abandonou o trabalho e voltou a tocar órgão em clubes noturnos locais e teatros, e começou a ter aulas em assuntos ocultos.

De 1960-1966 LaVey desenvolveu a sua elitista filosofia satânica. Concebeu o diabo como uma força escura oculta na natureza e governando assuntos terrenos. A verdadeira natureza do homem, segundo ele, consiste em luxúria, orgulho, hedonismo e obstinação, atributos que permitem o avanço da civilização. A carne não deve ser contrariada, mas celebrada, e os indivíduos que se interpõem no caminho do sucesso devem ser amaldiçoados.

A 30 de Abril de 1966, LaVey raspou a cabeça e anunciou a fundação da Igreja de Satanás. Astutamente reconheceu o impato do termo igreja no culto. Realizou batismos satânicos, casamentos e funerais com ampla cobertura da mídia, e Karla começou a dar palestras sobre satanismo em universidades e faculdades. A Igreja expandiu-se internacionalmente, e a maioria dos membros pertencia à classe média e incluia ocultistas, amantes de adrenalina, curiosos, racistas, direitistas políticos e celebridades.

LaVey pregou todas as formas de gratificação e vingança. Inimigos devem ser odiados e aniquilados, e o sexo exaltado. Opôs-se ao uso de drogas, dizendo que eram meios de escape desnecessários para alcançar espiritismo elevado. LaVey delegou muitas das atividades da organização a outros membros e começou a escrever livros por volta de 1970: A Bíblia Satânica, Os Rituais Satânicos, e A Bruxa Compleat.

Em 1975, muitos membros abandonaram a igreja para formar uma nova organização satânica, O Templo de Set. Em meados da década de 1970 a Igreja de Satanás reorganizou-se numa sociedade secreta sediada em San Francisco, mas a adesão ao culto começou a aumentar novamente na década de 1980. Uma série de grupos satânicos formados nos Estados Unidos na década de 1970 foi extinta na década de 1980, mas atividades satânicas permaneceram em ambos os lados do Atlântico. A expansão do satanismo era impossível de calcular, devido ao secretismo de muitas organizações. Alguns satanistas estavam associados a organizações neo-nazistas e outros cultos  satânicos estavam envolvidos em drogas, prostituição, e distribuição pornográfica, e os seus membros incluiam profissionais.

Os mais perigosos eram pequenas seitas cujos membros se intitulavam Satanistas e praticavam o ritual de assassinato e mutilação de animais. Estes grupos sequestravam crianças que abandonavam a família e desalojados e usavam-nos como vítimas nos cultos. Antigos membros de cultos satânicos relataram rituais macabros em que os corações eram  arrancados a vítimas vivas. Outros relataram que as vítimas eram abusadas sexualmente antes de serem sacrificadas; o sangue era bebido e a carne consumida. Mulheres davam à luz a bebés destinados ao “ideal” sacrifício humano. As mães testemunharam que os seus bebés eram esfolados vivos, consumidos, queimados, cortados e lançados ao mar, e utensilios rituais eram feitos com os ossos dos bebés.

Satanismo tem sido associado a certas bandas opressivas de heavy metal rock e a suicídios e assassinatos de adolescentes. Alguns adolescentes deprimidos aparentemente associavam-se ao satanismo quando se sentiam impotentes e abandonados pela família. Associavam-se a seitas que incentivavam ou exigiam a realização de atos de violência para provar homenagem a Satanás. O abuso de drogas era vulgar, e a violência ritual dava-lhes uma sensação de poder.

 

______________________________________________________________

This entry was posted in Português and tagged . Bookmark the permalink.